Puede usar las teclas derecha/izquierda para votar el artículo.Votación:1 estrella2 estrellas3 estrellas4 estrellas5 estrellas (4 votos, promedio: 4,50 sobre 5)
LoadingLoading...

Cultura Nivel B2

ANDY WARHOL, 30 ANOS DEPOIS

O mundo da arte lembra do excêntrico Andy Warhol, criador de algumas das imagens mais icônicas do século XX, com exposições que homenageiam sua vida e obra no aniversário de sua morte, que completa 30 anos nesta quarta-feira.

 


Museus por todo o mundo exibem nos próximos dias algumas de suas obras mais cultuadas e vários livros recontam os 58 anos do artista e diretor norte-americano, ícone do pop art que ajudam a traçar o percurso artístico durante várias décadas do século passado.

Por causa do aniversário de sua morte, que ocorreu em 22 de fevereiro de 1987, também se analisa a influência do mítico estúdio nova-iorquino de Warhol, a “Factory”. Enquanto isso, novos retratos do artista, como o pintado por Lincoln Townely e que será exibido em Mayfair, em Londres, ganham as principais galerias mundiais.

Warhol conseguiu criar imagens que seguem presentes na vida cotidiana décadas depois de serem lançadas, como a série de quadros policromáticos dedicada a Marilyn Monroe pouco depois da morte da atriz, em 1962.

Também estão gravadas na memória de meio mundo as famosas “Latas de Sopa Campbell”, 32 pinturas sobre tela, também de 1962, que centenas de pessoas seguem admirando diariamente no Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA).

Nascido Andrew Warhola em Pittsburght, em 1928, o artista era filho de uma família de classe operária de origem eslovaca. Desde criança, Warhol se destacou por sua habilidades artísticas que conseguiu desenvolver, em parte, durante os longos períodos que passava doente em seu próprio quarto.

Apesar de sua frágil saúde, Warhol se formou em Belas Artes em Pittsburgh em 1949, mesmo ano em que se mudou para Nova York e deu início à meteórica carreira. Começou desenhando capas de discos para a RCA Records na década de 1950, mas, pouco depois, seu talento foi reconhecido e ele passou a expor suas obras de artes em várias galerias da cidade nos anos 1960.

Destacavam-se nessa época seus retratos de Marilyn Monroe, Elvis Presley, Marlon Brando, Elizabeth Taylor e do boxeador Mohamed Ali,que, no entanto, também foram criticados pelo claro caráter comercial, classificado como superficial.

O artista, mesmo assim, não só ganhou relevância por suas obras de arte, mas também por ser um dos epicentros da vida cultural norte-americana e por definir as tendências dos anos 1960.

Em seu estúdio, Warhol reunia um amplo leque de artistas, músicos, escritores e celebridades da cultura alternativa até quando foi alvo de uma tentativa de homicídio em 1968. O reforço da segurança na lendária “Factory” levou ao seu declive.

Com o tempo, o artista continuou recebendo críticas negativas pelo caráter mercantil de suas obras, mas seguiu relevante pelas conexões com personalidades altamente influentes – e ricas -, como Mick Jagger, Liza Minnelli, John Lennon, Brigitte Bardot o xá do Irã na época, Mohammed Reza Pahlavi.

Nos anos 1980, os últimos de sua vida, Warhol melhorou sua imagem graças à amizade e promoção de importantes artistas emergentes, como Jean-Michel Basquiat e Enzo Cucchi. Sua inesperada morte no Hospital de Nova York causou um forte impacto. O anúncio oficial disse que ela ocorreu por causa de um ataque cardíaco durante uma operação rotineira da vesícula biliar do artista.

No entanto, 30 anos depois, a versão foi questionada por alguns médicos. Eles apontam que a intervenção cirúrgica de Warhol não era rotineira, mas sim uma operação complicada em uma pessoa gravemente doente.

“Era uma operação muito, muito grave – e não de rotina – em uma pessoa muito doente”, disse no último domingo o cirurgião aposentado e historiador John Ryan, segundo revelou ontem uma matéria do jornal The New York Times de Blake Gopnik, que prepara uma biografia de Warhol.

Acredita-se que a aversão que ele sentia pelos hospitais, um sentimento herdado de uma infância repleta de consultas médicas, fez com que o artista ignorasse uma evidente deterioração de sua saúde, o que resultou em sua morte prematura.


Nova York, 22 de fevereiro de 2017, EFE/Practica Español


Apuntes de gramática: sino y si no, preposiciones por y para


Noticia relacionada


Comprensión del texto B.2 (Comprehension B.2)

Congratulations - you have completed . You scored %%SCORE%% out of %%TOTAL%%. Your performance has been rated as %%RATING%%
Your answers are highlighted below.
Question 1
¿De qué trata el texto?
A
La reciente publicación de una biografía sobre Warhol.
B
El centenario de la muerte de un artista.
C
La efeméride de un conocido artista.
Question 2
En el texto se dice que...
A
Habrá numerosas exposiciones sobre Warhol para el año que viene.
B
La obra de Andy Warhol es todavía muy desconocida en el mundo.
C
Se han organizado actividades culturales en el marco de este aniversario.
Question 3
Los primeros trabajos de Warhol...
A
Eran encargos que le pedían los famosos.
B
Fueron para una compañía discográfica.
C
Fueron retratos de personajes célebres.
Question 4
Las obras de Warhol...
A
Son monocromáticas.
B
Mostraban objetos o personas relacionadas con la cultura.
C
Siempre fueron muy bien valoradas.
Question 5
Warhol siempre gozó de buena salud.
A
Falso.
B
Verdadero.
C
No se sabe.
Once you are finished, click the button below. Any items you have not completed will be marked incorrect. Get Results
There are 5 questions to complete.


Ortografía B.2 (Orthography B.2)

Practica la diferencia entre sino y si no

Congratulations - you have completed Practica la diferencia entre sino y si no.

You scored %%SCORE%% out of %%TOTAL%%.

Your performance has been rated as %%RATING%%


Your answers are highlighted below.
Question 1
Elige la opción correcta
A
No es un retrato de John Lennon si no de Elvis.
B
No es un retrato de John Lennon sino de Elvis.
Question 2
Elige la opción correcta
A
Sino vas al museo no verás esa exposición.
B
Si no vas al museo no verás esa exposición.
Question 3
Elige la opción correcta
A
No solo retrató a Lennon sino también a Marilyn Monroe.
B
No solo retrató a Lennon si no también a Marilyn Monroe.
Question 4
Elige la opción correcta
A
Sino vas al MoMa no podrás ver ese cuadro.
B
Si no vas al MoMA no podrás ver ese cuadro.
Once you are finished, click the button below. Any items you have not completed will be marked incorrect. Get Results
There are 4 questions to complete.


Noticias al azar