Puede usar las teclas derecha/izquierda para votar el artículo.Votación:1 estrella2 estrellas3 estrellas4 estrellas5 estrellas (1 votos, promedio: 5,00 sobre 5)
LoadingLoading...

Saude

As chaves para os primeiros resultados do macro estudo de soroprevalência

Madrid / Os resultados preliminares do macro-estudo de soroprevalência mostram que 5% da população, 2,3 milhões de espanhóis, estiveram em contato com o vírus, quase dez vezes mais do que os diagnosticados pela PCR, o que coloca o país muito longe de imunidade de rebanho.

Essas são apenas algumas das conclusões que os principais responsáveis ​​pelo estudo nacional de epidemiologia ENECovid19 destacaram hoje, com base em dados da primeira das três vagas da investigação, realizada entre 27 de abril e 11 de maio.

Estas são as chaves dele:

– 60.983 pessoas participaram da amostra nacional, com a qual a participação atingiu 74,7%. Desses, 96% têm nacionalidade espanhola e 29.255 são homens (48,04%) e 31.642 mulheres (51,96%). Este relatório não inclui os 3.234 participantes do estudo específico da ilha.

– Os resultados preliminares desta primeira onda só foram obtidos através do teste rápido, embora também incorpore análises laboratoriais.

– Esses testes mostram que a prevalência estimada de anticorpos na Espanha é de 5%, o que equivale ao fato de 2.350.000 espanhóis terem contraído o vírus, quase 10 vezes mais que os 229.000 diagnosticados por PCR que aparecem nas estatísticas do Ministério da Saúde. Saúde.

– A letalidade de 11,9% das estatísticas diárias com dados acumulados seria reduzida para 1,1%.

Quase não existem diferenças por sexo: 5% nas mulheres e 5,1% nos homens.

– Por idade, a prevalência é menor em bebês, crianças e jovens e é mais estável em faixas etárias mais velhas: para as 268 crianças menores de 1 ano, a prevalência é de 1,1%; nas 1.693 crianças com menos de 5 anos, foi de 2,2% e nas 2.857, entre 5 e 9 anos, foi de 3%.

– 6,3% dos trabalhadores essenciais têm anticorpos; também 6,1% dos aposentados, 5,8% dos trabalhadores ativos, 4,5% dos trabalhadores domésticos, 4,2% das pessoas com deficiência no trabalho, 3,7% em profissionais de caridade, 3,6% dos estudantes e 3,3% dos desempregados.

– Quanto mais sintomas, maior a prevalência: para pessoas que têm entre três e cinco anos, é de 8% e, com mais de 5, sobe para 14,7%. Para aqueles que sofreram uma súbita perda de olfato, dispara até 43%.

Existe uma variabilidade geográfica acentuada: de 1,1% em Ceuta a 14,2% em Soria, passando por números superiores a 10% em Castilla-La Mancha e Madri. As províncias vizinhas com este último também se movimentam nessa porcentagem.

– O mesmo ocorre com possíveis casos suspeitos de COVID-19: pessoas com 3 ou mais sintomas ou com súbita perda de olfato apresentam agregação central, com prevalências próximas a 20%.

Nos municípios com mais de 100.000 habitantes, a prevalência quase dobra os que estão entre 5.000 e 20.000: 6,4%, contra 3,8%. Naqueles com menos de 5.000, é de 4,3%, um décimo a mais do que entre 20.000 e 100.000. (14 de maio de 2020, EFE / PracticaEspañol)

(Tradução automática)

As notícias em vídeo relacionadas (14 de maio de 2020):


Comprensión

Lee la noticia y responde a las preguntas

Congratulations - you have completed Lee la noticia y responde a las preguntas. You scored %%SCORE%% out of %%TOTAL%%. Your performance has been rated as %%RATING%%
Your answers are highlighted below.
Question 1
La noticia habla de...  
A
los resultados de un macroestudio realizado en España sobre la seroprevalencia.
B
unas medidas para evitar que la población se contagie de COVID-19.
C
un grupo de científicos que comenzarán a realizar un estudio relacionado con el COVID-19.
Question 2
En el texto se dice que...  
A
esa investigación se realizó hace un par de meses.
B
se han realizado tests rápidos para obtener esos resultados.
C
ese macroestudio no tiene nada que ver con el COVID-19.
Question 3
Leyendo el texto entendemos que...  
A
más de un 20% de la población española es inmune al COVID-19.
B
el nuevo coronavirus afecta más a las mujeres que a los hombres.
C
la prevalencia es menor en niños y en jóvenes.
Question 4
Según el texto...  
A
la prevalencia no varía según la zona geográfica.
B
más del 50% de las personas sufrieron una pérdida significativa del sentido del olfato.
C
hay más prevalencia en los municipios con más de cien mil habitantes.
Question 5
En el vídeo se dice que...  
A
a los expertos les sorprendió que España esté lejos de la llamada 'inmunidad del rebaño'.
B
los jóvenes y los niños son los que más se han contagiado por COVID-19.
C
poco más de dos millones de españoles han generado anticuerpos contra el COVID-19.
Once you are finished, click the button below. Any items you have not completed will be marked incorrect. Get Results
There are 5 questions to complete.

Vocabulario

Congratulations - you have completed . You scored %%SCORE%% out of %%TOTAL%%. Your performance has been rated as %%RATING%%
Your answers are highlighted below.
Question 1
La escritura correcta de "60.983" es...  
A
"sesenta mil y novecientos y ochenta tres".
B
"sesenta novecientos ochenta y tres mil".
C
"sesenta mil novecientos ochenta y tres".
Question 2
La escritura correcta de "100.000" es...    
A
"cien mil".
B
"un millón".
C
"cien y mil".
Question 3
La escritura correcta de "1.693" es...  
A
"mil y seiscientos y noventa tres".
B
"miles seiscientos y noventa y tres".
C
"mil seiscientos noventa y tres".
Question 4
" 96 %" se lee...  
A
"noventa seis para ciento".
B
"noventa y seis por ciento".
C
"noventa y seis para cien".
Question 5
" 5%" se lee...  
A
"cinco para cien".
B
"cinco por ciento".
C
"cinco por cienes".
Once you are finished, click the button below. Any items you have not completed will be marked incorrect. Get Results
There are 5 questions to complete.

Noticias al azar

Multimedia news of Agencia EFE to improve your Spanish. News with text, video, audio and comprehension and vocabulary exercises