Puede usar las teclas derecha/izquierda para votar el artículo.Votación:1 estrella2 estrellas3 estrellas4 estrellas5 estrellas (2 votos, promedio: 5,00 sobre 5)
LoadingLoading...

Saude

Mulheres têm mais chances de sofrer Alzheimer devido à menopausa, diz estudo

Madri / As mulheres de meia-idade têm mais probabilidade que os homens de sofrerem mudanças no cérebro relacionadas ao Alzheimer, o que pode estar associado a alterações hormonais da menopausa como a perda de estrogênio, segundo um estudo publicado nesta quarta-feira na revista “Neurology”, da Academia Americana de Neurologia.

“Cerca de dois terços das pessoas que vivem com Alzheimer são mulheres, e sempre se pensou que é porque elas vivem mais tempo. Nosso estudo mostra que a menopausa pode ser o melhor momento para antecipar possíveis mudanças relacionadas ao Alzheimer nas mulheres”, explica a autora do estudo, Lisa Mosconi, do Weill Cornell Medicine, em Nova York.

O estudo incluiu 85 mulheres e 36 homens com uma média de idade de 52 anos que não apresentavam qualquer tipo de deficiência cognitiva. Os homens e as mulheres tiveram resultados semelhantes em testes de raciocínio e memória e em medidas como a tensão arterial ou histórico familiar de Alzheimer.

Os participantes foram submetidos a ressonância magnética e tomografia por emissão de pósitrons – que mostram a função dos órgãos e tecidos – para ver se tinham placas beta-amiloides no cérebro, uma proteína associada ao Alzheimer.

Os pesquisadores compararam mulheres e homens em quatro áreas da saúde cerebral para avaliar o risco de ter indicadores de Alzheimer: o volume de massa cinzenta e branca no cérebro, os níveis de placas beta-amiloides e a velocidade com a qual o cérebro metaboliza a glicose, uma medida da atividade cerebral. As mulheres tiveram resultados piores nas quatro medidas.

Em média, as mulheres tinham 30% mais placas beta-amiloides no cérebro e 22% menos metabolismo da glicose do que os homens. Ao medir o volume médio de massa cinzenta, as mulheres tinham 0,73 centímetros cúbicos em comparação com os homens, que tinham 0,8, uma diferença de 11%.

Para o volume médio de massa branca, as mulheres tinham 0,74 centímetros cúbicos, enquanto os homens tinham 0,82, ou seja, 11% menos.

“Os nossos resultados sugerem que as mulheres de meia-idade podem estar em maior risco de contrair a doença, talvez devido a níveis mais baixos de estrogênio durante e após a menopausa”, explica Mosconi.

“Embora seja provável que todos os hormônios sexuais estejam envolvidos, os nossos resultados sugerem que a diminuição do estrogênio está ligada às anomalias dos indicadores do Alzheimer”, conclui.

No entanto, Mosconi adverte que o estudo tem as limitações porque apenas utilizou pessoas saudáveis de meia-idade sem doenças cerebrais ou cardiovasculares graves. Ainda são necessários estudos de maior dimensão que acompanhem os participantes durante um período. (24 de junho de 2020, EFE / PracticaEspañol)

As notícias relacionadas em vídeo (2013):


Noticias al azar

Multimedia news of Agencia EFE to improve your Spanish. News with text, video, audio and comprehension and vocabulary exercises