Puede usar las teclas derecha/izquierda para votar el artículo.Votación:1 estrella2 estrellas3 estrellas4 estrellas5 estrellas (1 votos, promedio: 5,00 sobre 5)
LoadingLoading...

Saude

Pesquisa mostra que Dexametasona pode reduzir mortalidade por Covid-19

Londres /  Pesquisadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido, estão avaliando os possíveis benefícios da Dexametasona, medicamento da classe dos corticosteroides, para pacientes em estado grave com Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus.

A informação foi divulgada nesta terça-feira pela instituição de ensino britânica, que aponta que a aplicação do remédio pode reduzir em, até um terço, o risco de morte das pessoas que estão ligadas a respiradores artificiais.

Além disso, pacientes que precisam de uma abordagem da doença com oxigênio, a Dexametasona reduz os óbitos em um quinto, de acordo com os detalhes da pesquisa científica elaborada em Oxford.

O uso do medicamento faz parte do que é considerado o maior ensaio clínico do mundo, onde estão sendo experimentados tratamentos já existentes para outras enfermidades, com o objetivo de verificar se também funcionam para combater o novo coronavírus.

Segundo estimativa dos pesquisadores que avaliam a aplicação do corticosteroide, apontam que se estivesse disponível no Reino Unido desde o início da pandemia, cerca de 5 mil vidas poderiam ser salvas.

Inclusive, a equipe de Oxford considera que pode haver grande benefício no uso da Dexametasona em países pobres, devido o baixo custo do medicamento.

“Esse é o único medicamento até o momento que mostrou que reduz a mortalidade e reduz de maneira significativa. É um grande avanço”, afirmou o cientista principal da pesquisa, Peter Horby.

O teste com diferentes substâncias e remédios acontece desde março, e inclui a hidroxicloroquina, que trata a malária e o lúpus, mas que foi descartada por causa de um possível aumento nos óbitos e em problemas coronários.

Além disso, o antiviral Remdesivir também está incluído na pesquisa, com indicativos de que reduz o período de recuperação em pacientes com Covid-19. O medicamento, inclusive, já está disponível no serviço público de saúde do Reino Unido. (16 de junho de 2020, EFE / PracticaEspañol)

As notícias em vídeo relacionadas:


Noticias al azar

Multimedia news of Agencia EFE to improve your Spanish. News with text, video, audio and comprehension and vocabulary exercises