Puede usar las teclas derecha/izquierda para votar el artículo.Votación:1 estrella2 estrellas3 estrellas4 estrellas5 estrellas (1 votos, promedio: 5,00 sobre 5)
LoadingLoading...

Saude

Tomar café não impede nem cura o coronavírus

Madrid / Diz uma mensagem que circula nas redes móveis e sociais que um dos primeiros médicos chineses que alertaram sobre o perigo do novo coronavírus, Li Wenliang, descobriu que o café poderia ser benéfico contra o patógeno que terminaria sua vida logo depois.

Mas não há evidências de que esta bebida, ou qualquer outra, proteja o corpo contra o COVID-19. Nem que Li investigou uma coisa dessas.

A cadeia do WhatsApp que originou esse boato, e que supostamente reproduz o texto de uma informação da CNN, garante que o café contenha substâncias benéficas, como metilxantina, teobromina e teofilina.

Esses elementos, supostamente presentes em cada xícara de café, “estimulam compostos que podem impedir esses vírus – coronavírus – em humanos com pelo menos um sistema imunológico médio”.

E assim, ele acrescenta, está começando a ser usado como remédio contra o COVID-19 na China.

DADOS: O café não contém teofilina ou teobromina, que são substâncias psicoestimuladoras pertencentes ao grupo das metilxantinas. Esses alcalóides também não demonstraram ajudar a prevenir o coronavírus.

A única metilxantina que pode ser encontrada em uma xícara de café é a cafeína.

Isso é explicado no artigo científico “Neurobiologia das metilxantinas” do Conselho Superior de Pesquisa Científica (CSIC), que esclarece que a teobromina é encontrada no cacau e a teofilina no chá.

Além disso, não há evidências científicas para indicar que qualquer uma dessas substâncias seja eficaz na prevenção ou cura do coronavírus, sabe-se apenas que são substâncias estimulantes do sistema nervoso central.

De fato, outro estudo realizado em 2005 conclui que as metilxantinas não são eficazes para o tratamento da Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC).

A Organização Mundial da Saúde (OMS) sustenta que ainda não existe tratamento contra o COVID-19 e que nenhum alimento nos protege dele, nem bebidas como chá ou vinho ou alimentos como alho, que também foram disseram que são eficazes contra o coronavírus.

Finalmente, não parece verdade que Li Wenliang tenha apresentado essa hipótese e que a CNN tenha repetido isso. Ao consultar o site da CNN, suas redes sociais e mecanismos de busca genéricos como Google, Yahoo ou Bing, não há vestígios de qualquer publicação que contenha a alegada investigação do médico chinês.

Fontes:

– Informações da EFE “O médico chinês repreendido pelo alerta da doença morre de coronavírus”.
– Artigo científico “Neurobiologia das metilxantinas”, do Instituto Cajal do CSIC.
– Organização Mundial de Saúde.
– Artigo “Metilxantinas para exacerbações de pacientes com pulmão obstrutivo crônico”, publicado no site científico da Cochrane.
– site da CNN.

(8 de maio de 2020, EFE / PracticaEspañol)

(Tradução automática)

As notícias relacionadas em vídeo (março de 2020):


Noticias al azar

Multimedia news of Agencia EFE to improve your Spanish. News with text, video, audio and comprehension and vocabulary exercises