Puede usar las teclas derecha/izquierda para votar el artículo.Votación:1 estrella2 estrellas3 estrellas4 estrellas5 estrellas (3 votos, promedio: 5,00 sobre 5)
LoadingLoading...

Mundo

WhatsApp detecta um ataque de spyware em telefones

San Francisco (EUA) / O aplicativo de mensagem instantânea WhatsApp, de propriedade do Facebook, afirmou na segunda-feira que detectou uma vulnerabilidade em seu sistema que permitia que hackers instalassem spyware em alguns telefones e acessassem os dados contidos nos aparelhos.

A empresa confirmou em comunicado à imprensa a informação publicada horas antes pelo “Financial Times” e pediu aos 1,5 bilhão de usuários em todo o mundo que “atualizem o aplicativo para sua versão mais recente” e mantenham durante o dia seu sistema operativo como medida de “proteção”.

O WhatsApp, que foi adquirido pelo Facebook em 2014, indicou que neste momento ainda não é possível dizer quantas pessoas foram afetadas, mas assegurou que as vítimas foram escolhidas “especificamente”, de maneira que em princípio não se trataria de um ataque em grande escala.

Suspeitas sobre a origem do spyware

O software espião que foi instalado nos telefones “se assemelha” à tecnologia desenvolvida pela empresa de cibersegurança israelense NSO Group, que levou o WhatsApp a colocá-lo como o principal suspeito por trás do programa de espionagem.

A vulnerabilidade no sistema, para a qual a empresa lançou um patch na segunda-feira, foi detectada há apenas alguns dias e, por enquanto, não se sabe quanto tempo duram as atividades de espionagem.

Os hackers faziam uma ligação através do WhatsApp para o telefone cujos dados queriam acessar e, mesmo que o destinatário não respondesse à chamada, um programa de spyware era instalado nos dispositivos.

Em muitos casos, a chamada desaparecia mais tarde do histórico do aparelho, de modo que, se ele não tivesse visto a chamada entrar naquele momento, o usuário afetado não suspeitaria de nada.

EFE/Andrew Gombert

O WhatsApp assegurou que logo após tomar conhecimento dos ataques, alertou a organizações de direitos humanos (que estavam entre as vítimas da espionagem), empresas de segurança cibernética e o Departamento de Justiça dos EUA.

O fato de algumas das organizações afetadas serem plataformas de defesa dos direitos humanos reforça a hipótese de envolvimento do Grupo NSO, uma vez que seu software já foi utilizado no passado para realizar ataques contra esse tipo de entidades.

NSO Group, que opera de forma obscura e durante muitos anos desenvolveu secretamente spywares para seus clientes, entre os quais governos de todo o mundo, que os utilizam para acessar dispositivos móveis e obter informações.

O “spyware” teve capacidade para infectar telefones com sistema operacional da Apple (iOS) e do Google (Android). (14 de maio de 2019, EFE/Practica Español)

Noticia relacionada (2014)


Comprehension

Lee la noticia y responde a las preguntas (Read the news and answer the questions)

Congratulations - you have completed Lee la noticia y responde a las preguntas (Read the news and answer the questions). You scored %%SCORE%% out of %%TOTAL%%. Your performance has been rated as %%RATING%%
Your answers are highlighted below.
Question 1
En el texto se habla de... (The text talks about...)
A
La instalación de softwares espía en el WhatsApp de algunos móviles.
B
La nueva actualización de WhatsApp.
C
La venta de WhatsApp.
Question 2
El "ataque" se dirigió a... (The "attack" went to...)
A
Todos los usuarios de la aplicación.
B
Algunas personas seleccionadas.
C
Políticos conocidos.
Question 3
Según el texto, ¿por qué cree WhatsApp que el spyware fue creado por la empresa de ciberseguridad israelí NSO Group? (According to the text, why does WhatsApp believe that spyware was created by the Israeli cybersecurity company NSO Group?
A
Porque son sus rivales en el mercado.
B
Porque se parece a la tecnología desarrollada por esta empresa.
C
Porque han dejado huellas informáticas.
Question 4
¿Cómo acceden los hackers a los datos del teléfono móvil? (How do hackers access mobile phone data?)
A
Mandando un mensaje al teléfono a través de WhatsApp.
B
Mandando una imagen al teléfono a través de WhatsApp.
C
Realizando una llamada al teléfono a través de WhatsApp.
Question 5
Según el vídeo, ¿quién es Mark Zuckerberg? (According to the video, who is Mark Zuckerberg?)
A
Fundador de WhatsApp.
B
Fundador de Facebook.
C
Fundador de NSO Group.
Once you are finished, click the button below. Any items you have not completed will be marked incorrect. Get Results
There are 5 questions to complete.

Vocabulary

Congratulations - you have completed . You scored %%SCORE%% out of %%TOTAL%%. Your performance has been rated as %%RATING%%
Your answers are highlighted below.
Question 1
En este contexto, el sustantivo vulnerabilidad se refiere a... (In this context, the noun vulnerabilidad refers to...)
A
Un fallo en el sistema que pone en riesgo la seguridad de la información.
B
Una lesión física.
C
Una debilidad humana.
Question 2
Un sinónimo del verbo asemejarse es... (A synonym of the verb asemejarse is...)
A
Parecerse.
B
Igualarse.
C
Diferenciarse.
Question 3
El artículo determinado para el sustantivo espionaje es... (The determinated article of the noun espionaje is...)
A
Lo.
B
El.
C
La.
Question 4
Un antónimo del adjetivo opaco es... (An antonym of the adjective opaco is...)
A
Transparente.
B
Melancólico.
C
Oscuro.
Question 5
Posteriormente es un... (Posteriormente is a...)
A
Adverbio.
B
Sustantivo.
C
Adjetivo.
Once you are finished, click the button below. Any items you have not completed will be marked incorrect. Get Results
There are 5 questions to complete.

Noticias al azar